Neste mês de setembro terá nos Estados Unidos o início da temporada de 2012 da NFL, Liga Profissional de Futebol Americano. Depois de mais de 6 meses sem uma partida oficial, os times retornarão aos gramados, lutando pelo direito de jogar o Superbowl, grande final do campeonato com os vencedores da Conferência Nacional (NFC) e Americana (AFC), no dia 03 de fevereiro de 2013, em New Orleans. Este é um dos eventos mais aguardados pelos norte-americanos durante o ano.

Para entrar no embalo do chute inicial da bola, a coluna dessa semana relembra Golpe Baixo, de 2005, remake do filme homônimo de 1974, que foi estrelado por Burt Reynolds (Catch.44). Aliás, Reynolds marca presença nesta nova versão, mas não como protagonista e, sim, como treinador Nate Scarborough. O astro dessa vez é Adam Sandler, de filmes como Esposa de Mentirinha (2011) e Click (2006).

Sandler revive o papel de Paul Crewe, atleta falido da liga profissional de futebol americano que é preso após ser pego dirigindo embriagado. Na prisão, ele é encarregado de montar um time entre os prisioneiros para enfrentarem os guardas, que estão se preparando para uma competição importante.

Vendo a péssima qualidade de seus companheiros de cela, Crewe se une a Scarborough e a Caretacker, um negociante malandro que é interpretado pelo divertido Chris Rock (O que esperar quando você está esperando), para conseguir, em pouco tempo, juntar os jogadores para fazer o menos feio possível diante de seus carrascos no campo.

Os personagens e o enredo são os mesmos nos dois longas, porém, a presença de Sandler e Rock, junto com outros comediantes, entre eles Terry Crews, conhecido por ser o pai de Cris no seriado “Todo mundo Odeia o Cris”, fortaleceu mais o tom de comédia da história. A trama ganhou uma nova vida e ficou ainda mais divertida com o carisma dos novos protagonistas.

As cenas do jogo decisivo também não decepcionam, transmitindo a seriedade e a dramaticidade que o futebol americano exige.

Também está no filme alguém especialista na modalidade. Michael Irvin, ex-jogador do Dallas Cowboys, um dos mais tradicionais times dos Estados Unidos, faz o papel de Deacon Moss, um dos colegas de Crewe. Em sua carreira como profissional do esporte, Irwin conquistou três Superbolws e entrou para o Hall da Fama em 2007.

É verdade que filmes remake normalmente são mal vistos pelos fãs e pela crítica de maneira geral, mas é possível classificar Golpe Baixo como exceção a essa regra. Ele tem tudo que uma boa comédia precisa: bons atores, boas piadas e uma boa história. É uma boa pedida para os amantes do gênero e do jogo da bola oval.

Matéria de Pedro Tritto