Publicidade
A Bela e a Fera | Remake bate a marca de 1 bilhão em bilheteria mundial

Demorou quase um mês para a versão live-action de A Bela e a Fera (Beauty and the Beast), nova produção baseada no famoso conto de fadas da Disney Animation Studios, bater o tão sonhado número de 1 bilhão em sua bilheteria mundial, tornando-se até agora, o filme mais lucrativo de 2017 em todo o mundo.

A nova produção é o 29º filme a bater a marca do bilhão e com isso faz com que a Disney chegue ao impressionante número de 14 títulos nesta relação, o estúdio com o maior número de filmes até agora. Vale lembrar, que o filme de maior sucesso da história do cinema foi Avatar (2009), da Fox, que somou a impressionante bilheteria de mais de US$ 2,7 bilhões no mundo.

Abaixo você confere um divertido vídeo que a Disney divulgou para agradecer a conquista com o filme:

Até agora, A Bela e a Fera (Beauty and the Beast) já soma mais de US$456,8 milhões somente nos EUA e internacionalmente o filme já fez mais de US$588,4 milhões. Vale lembrar, que o filme ainda não estreou no Japão, um mercado bem forte que deve aumentar esses números. O filme chega aos cinemas japoneses no próximo dia 21, sexta-feira agora.

Entre os países que lideraram as rendas, fora dos Estados Unidos, temos a China (U$ 85,6 milhões) em primeiro lugar, seguido do Reino Unido (US$ 76,6 milhões), Brasil (US$ 37 milhões), Coreia (US$ 34,4 milhões) e México (US$ 28,8 milhões). Somente no Brasil, a nova aventura musical já soma mais de 7 milhões de ingressos vendidos e também é o filme mais visto do ano, ficando atrás apenas de Logan, Minha Mãe é uma Peça 2, Moana: Um Mar de Aventuras e Cinquenta Tons Mais Escuros.

Mundialmente, o filme também é o mais visto de 2017, ficando a frente de Logan (US$603 milhões), Kong: A Ilha da Caveira (US$552 milhões), Velozes e Furiosos 8 (que estreou essa semana e já soma US$544 milhões) e Cinquenta Tons Mais Escuros (US$378 milhões).

Atrás apenas do primeiro filme baseado no clássico Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland), de Tim Burton, que teve uma bilheteria total de mais de US$1,025 bilhões de dólares, o remake de A Bela e a Fera (Beauty and the Beast) já ultrapassou as bilheterias de sucesso como de Mogli: O Menino Lobo (2016), com US$ 966 milhões, Malévola (2014), com US$ 758 milhões, Cinderela (2015), com US$ 543 milhões e Alice Através do Espelho (2016), com US$ 299 milhões, mostrando a força das novas adaptações da Disney para os cinemas.

➜ SIGA-ME:
► Snapchat: leleosp
► Instagram: http://www.instagram.com/leleo_francisco
► Facebook: http://www.facebook.com/cadeoleleo/
► Twitter: http://www.twitter.com/leofrancisco

Com direção de Bill Condon (A Saga Crepúsculo: Amanhecer e Dreamgirls: Em Busca de um Sonho), a versão live-action de A Bela e a Fera, baseada no clássico conto de fadas produzido pela Disney na década de 90 traz o roteiro assinado por Evan Spiliotopoulos (Hércules) e revisado por Stephen Chbosky (diretor e roteirista de As Vantagens de Ser Invisível). Na trama, vamos conhecer Bela (Watson), uma jovem bela e brilhante que se torna prisioneira de uma terrível fera (Dan Stevens) em seu castelo. Apesar da terrível situação, Bela se torna amiga dos habitantes do castelo encantado e, por fim, aprende a ver além do exterior da Fera e descobre o coração e a alma de um príncipe.

A Bela e a Fera | Emma Watson fala sobre sua personagem em novo filme da Disney

O elenco traz Emma Watson (franquia Harry Potter) no papel da jovem Bela, Dan Stevens (Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba) será a Fera, a atriz Emma Thompson (Walt nos Bastidores de Mary Poppins) vai viver a simpática Mrs. Potts e o ator Kevin Kline (Minha Querida Dama e Querido Companheiro) vai dar vida a Maurice, pai de Bela. Outros nomes já confirmados são do ator Luke Evans (Drácula: A História Nunca Contada) como o vilão Gaston, Josh Gad (Amor e Outras Drogas e a voz do personagem Olaf, de Frozen: Uma Aventura Congelante), que vive o seu parceiro, o malvado Le Fou, Ian McKellen (das franquias O Senhor dos Anéis e O Hobbit), que vive o relógio Horloge, Ewan McGregor (Moulin Rouge: Amor em Vermelho), que vive o charmoso e galanteador candelabro Lumière, Gugu Mbatha-Raw (O Destino de Júpiter), a atraente espanador Babette, e Stanley Tucci (O Diabo Veste Prada e a franquia Jogos Vorazes), que viverá um personagem inédito criado para o novo filme, dando vida ao piano de cauda Cadenza, descrito como um “maestro neurótico“.

Entre os dubladores brasileiros a Disney apostou em grandes nomes do teatro musical, como Giulia Nadruz (como jovem Bela), Fábio Azevedo (como a Fera), Nando Pradho (como o vilão Gaston), Alirio Netto (Le Fou), Rodrigo Miallaret (como o inventor Maurice, pai de Bela), Cidalia Castro (como Madame Samovar / Sra. Potts), Ivan Parente (como o candelabro Lumiere), Luiz Carlos de Moraes / Nill De Padua (como o Horloge / Cogsworth), Simone Luiz (como a Madame Garderobe, a Guarda-Roupa), Bianca Tadini (como a Plumette), Sérgio Rufino (como o piano Maestro Cadenza), Gabriel Cordeiro (como o jovem Chip / Zip), Tony Germano, além do coro com vozes de  Amélia Gumes, Dênia Denia Campos, Dui Baixista, Fábio Cadôr, Márcia Fernandes, Monica Toniolo, Ricárdo Fábio, Saulo Javan Iervolino, Saulo Vasconcelos, Tânia Viana, Thayana Roverso e Thiago Machado.

Assim como aconteceu com Moana: Um Mar de Aventuras (Moana), a versão nacional ficou nas mãos da atriz, cantora  e versionista Mariana Elisabetsky, além da direção musical nas mãos de Nandu Valverde, direção de textos Rodrigo Andreatto e supervisão Ana Lucia Lima.

Vale lembrar, que o compositor Alan Menken, que já ganhou oito prêmios Oscar por suas canções originais e trilhas sonoras nas animações A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, Aladdin e Pocahontas, trabalhou na produção da trilha sonora da nova versão e além de trabalhar as canções já conhecidas, também escreveu quatro canções inéditas para o novo filme.

A versão animada de A Bela e a Fera (Beauty and the Beast) lançada em 1991, faturou mais de US$ 375 milhões em sua bilheteria e recebeu uma rara indicação ao Oscar de melhor filme. O novo filme chegará aos cinemas em Disney Digital 3D e seu lançamento está previsto para o dia 16 de março de 2017, no Brasil e um dia depois, no dia 17, nos EUA.

A nova versão de A Bela e a Fera (Beauty and the Beast) já está em cartaz nos melhores cinemas brasileiros e você é nosso convidado para continuar por dentro de todas as novidades do filme aqui, no Cadê o Léo?!

 abelaeafera_cartaz

Comentários