Pelo segundo ano consecutivo, a Opus traz para o Brasil o espetáculo Disney Live!, que volta ao Brasil com o inédito show Três Contos Clássicos, em cartaz de julho a setembro deste ano, passando por diversos palcos de todo o Brasil.

Na nova produção, Mickey Mouse, Minnie, Pateta e Donald convidam os adultos e as crianças para reviver três fantásticas aventuras de clássicos da Disney. As histórias de Branca de Neve e os Sete Anões, Cinderela e A Bela e a Fera são recriadas em uma atração repleta de efeitos especiais, trilhas sonoras, figurinos, cenários incríveis e mais de 25 personagens.

A turnê já passou pelo Rio Grande do Sul, em Novo Hamburgo, com duas sessões dia 26 de julho, no Teatro Feevale. Essa semana, dia 1º de agosto, o espetáculo chegou a cidade de São Paulo e fica em cartaz no Teatro Bradesco até o dia 12 de agosto; Em Fortaleza, o espetáculo fica em cartaz nos dias 18 e 19 de agosto, no Siará Hall; Natal, de 23 a 26 de agosto, no Teatro Riachuelo; Recife, de 30 de agosto a 02 de setembro, no Teatro do Centro de Convenções UFPE; Goiânia, de 06 a 09 de setembro, no Teatro Rio Vermelho; Belo Horizonte, de 13 a 16 de setembro, no SESC Palladium; Curitiba, de 21 a 23 de setembro, no Teatro Positivo; Porto Alegre, de 26 a 30 de setembro, no Teatro do Bourbon Country.

A história começa quando Minnie, Donald e Pateta embarcam em uma inesperada aventura e encontram um livro mágico de histórias escondido no sótão da casa de Mickey Mouse. Após esta descoberta, curiosamente os quatro amigos folheiam as páginas e encontram Cinderela pronta para sua mágica noite, Branca de Neve em busca de seu verdadeiro amor, e Bela descobrindo sua felicidade em um lugar muito incomum.  Ao longo das narrativas, a plateia será convidada a se juntar à montagem, solucionando pistas, aplaudindo e cantando sucessos musicais dos clássicos.

A interatividade natural deste espetáculo e a conexão que o público terá com as estrelas da Disney é diferente de tudo que já fizemos antes”, aponta a Produtora Alana Feld. “Desejávamos criar um show que evocasse diferentes emoções e, ao final, deixasse mães, pais, crianças e até mesmo os avós com um sorriso no rosto e esperança em seus corações”.

Produzido pela Feld Entertainment®, o espetáculo acontece conforme os cenários se transformam, com técnicas de iluminação, coreografias e figurinos muito bem elaborados – tudo para apresentar os contos com finais “felizes para sempre” da maneira mais autêntica possível.

Com personagens legítimos da Disney, canções conhecidas e a saudade escondida em cada história, Três Contos Clássicos é uma das mais íntimas experiências da Disney que já produzimos”, afirma o Produtor Kenneth Feld. “O público sairá do espetáculo inspirado pela qualidade das performances e pelo carinho inabalável que estas princesas têm.”

A produção de Disney Live! contou, por trás das cenas, com a contribuição de grandes talentos do entretenimento ao vivo. Eles foram desafiados a desenvolver elementos que atraíssem públicos de todo o mundo – e os resultados são “de tirar o fôlego”, segundo a Diretora Sherilyn Draper. “Essas histórias abriram caminhos para nós, porque coragem, amor e acreditar em si mesmo são inegavelmente temas universais”, explica Draper. “Queríamos recontar estas fábulas com o máximo de detalhes e imaginação possíveis, mas também manter o espetáculo fácil de acompanhar. O público sentirá o cuidado que tivemos ao produzir estas três histórias inspiradoras recriadas durante uma grande experiência”.

O conjunto cênico, criado por Stanley Meyer, teve muita atenção aos detalhes. A partir do sótão de Mickey, o set se transforma em uma floresta encantada, onde o público encontra Branca de Neve e seus amigos, os Sete Anões, passeando pelos bosques exuberantes em um dia de trabalho. O cenário ainda se modifica, apresentando um magnífico castelo em que Cinderela avista, pela primeira vez, o Príncipe Encantado. Ao final, a montagem é convertida em uma pitoresca cidade na França, onde a história de A Bela e a Fera acontece. “Eu quis que a montagem fosse verdadeiramente dramática, criada com flexibilidade suficiente para transformá-la em muitos ambientes diferentes e que também fosse fácil o bastante para carregá-la em longas viagens”, diz o Cenógrafo. “Sincronizado com a iluminação, o projeto fará o público se sentir como se estivesse em um novo destino a cada cena”.

Um dos segredos para sustentar a apresentação é a iluminação, que assume papel central no espetáculo. “Eu planejei criar padrões para que a iluminação, quando projetada em diferentes superfícies, adicionasse novas texturas e dimensões”, diz o Designer de Iluminação, Norm Schwab. “Durante o baile de Cinderela, fizemos a cena tão luminosa, que ela parece estar incrivelmente encantada. Contudo, quando o público encontrar a Bruxa Má de Branca de Neve e os Sete Anões, ele vai testemunhar tons tempestuosos de luzes criados para um momento particularmente fascinante, quase arrepiante”.

Gregg Barnes, vencedor do Tony Award®, fez conjuntos e adereços especiais para dar aos artistas figurinos magníficos que brilham sob as luzes, utilizando enfeites exóticos e muitos metros de tecidos. O Figurinista admite que as histórias deram a ele inspiração suficiente para criar seus desenhos deslumbrantes. “O que é espetacular nesta produção é que ela proporciona diferentes olhares”, revela Barnes. “Em um ato, o público observará variedades entre as peças, que vão desde aos trajes simples dos aldeões de A Bela e a Fera aos glamourosos vestidos do baile de Cinderela.”

A combinação de talentos do Coreógrafo, Robert Mackey, e do Diretor Musical, Ted Ricketts, estavam em sintonia ao programar variados níveis de emoções e tons para a apresentação. “As músicas do show são ora elegantes e leves, ora muito otimistas. Elas permitem uma alternância de energia e precisão aguçada nos movimentos”, diz Ricketts. “Existe um elemento de realeza e romance quando Bela e seu príncipe dançam sua primeira música em A Bela e a Fera”, adiciona Mackey. “Mas nessa mesma história, conseguimos desenvolver algo de alto impacto, na cena em que Gaston canta vangloriando-se e cria uma confusão na taberna local.

Para Mickey Mouse e seus amigos, o encantamento dos contos de fadas se torna um lugar cheio de maravilhosas aventuras; para o público, a montagem é uma aventura onde é possível compartilhar sorrisos, cantar, dançar e se divertir em família.

Este espetáculo foi feito especificamente para famílias, crianças e para todos os que realmente acreditam que os sonhos se tornam realidade”, comenta Kenneth Feld. “Queremos que os espectadores saiam com um sentimento de deslumbramento e a memória de uma experiência emocionante ao vivo!”.

FATOS E NÚMEROS

TURNÊ E SHOW
Horas para montar a produção     16 horas
Horas para desmontar a produção    5 horas
Número de técnicos que viajam com a produção    12 pessoas
Número de apresentações por ano    Mais de 235 apresentações
Número de caminhões usados para transportar o equipamento    6 caminhões

ARTISTAS
Número de artistas homens na produção    8 homens
Número de artistas mulheres na produção    10 mulheres
Idade dos artistas    De 20 a 34 anos

FIGURINOS
Número de metros de tecido usados para fazer os figurinos    1097,28 metros
Número de figurinos usados no show     100 figurinos
Número de figurinos usado por artista    Em média 4 figurinos
Número de lavadoras e secadoras que viajam com a equipe    2 lavadoras e
2 secadoras

SET
Metros de tecido usados para fazer as cortinas do palco    502 metros

ILUMINAÇÃO
Número de lâmpadas utilizadas    2,353 lâmpadas
Número de amplificadores     400 amplificadores
Número de efeitos de luz    317 efeitos

SOM
Número de efeitos na trilha sonora    27 efeitos
Número de efeitos de som adicionados ao vivo    33 efeitos

DISNEY LIVE! “TRÊS CONTOS CLÁSSICOS”

MINISTÉRIO DA CULTURA apresenta
Financiamento: Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Grupo Zaffari
Produção Tour Nacional: Opus
Realização: Ministério da Cultura, Governo Federal – Brasil, País Rico é País sem Pobreza

SERVIÇO – SÃO PAULO

Local: Teatro Bradesco
Bourbon Shopping São Paulo
Rua Turiassu, 2100 3° piso – Perdizes – São Paulo. Telefone: (11) 4003-1212
Classificação: Livre
Duração: 87 min.
Capacidade: 1439 pessoas
Acesso para deficientes

Datas    Horários
01/08 – quarta-feira    15h e 20h
02/08 – quinta-feira    17h e 20h
03/08 – sexta-feira    15h e 20h
04/08 – sábado    11h, 15h e 18h30min.
05/08 – domingo    11h, 15h e 18h30min.
07/08 – terça-feira    17h e 20h
08/08 – quarta-feira    20h
09/08 – quinta-feira    20h
10/08 – sexta-feira    20h
11/08 – sábado    15h
12/08 – domingo    11h

Ingressos

Setor    Valor
Frisa 2º andar    R$ 30
Frisa 1º andar    R$ 30
Balcão Nobre     R$ 80
Plateia (filas O a W)    R$ 100
Plateia (filas A a N)    R$ 130
Camarotes    R$ 150

•    Ingressos para todos os setores, somente para sessão de estreia (dia 1 de agosto, às 15h), com 50% de descontos.

•    Cliente Bradesco tem 25% de desconto na compra de até 4 ingressos, além de um guichê exclusivo na bilheteria do teatro. Desconto válido apenas para pagamentos com os cartões Bradesco.

•    Usuário dos cartões Zaffari Card, Bourbon Card, e Rancho Card, possui 25% de desconto na compra de até 2 ingressos por titular do cartão na bilheteria do teatro. Desconto válido apenas para pagamentos com os cartões Zaffari Card, Bourbon Card, e Rancho Card.

•    Descontos não cumulativos com meia entrada e outras promoções, limitado até 200 ingressos por sessão. Os documentos para validação de descontos deverão ser apresentados no ato da compra e no dia da sessão, na entrada do teatro.

•    ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.


Posted in Sem categoria

Author: Léo Francisco

Você nunca teve um amigo assim! Jornalista cultural, cinéfilo, assessor de imprensa, podcaster e fã de filmes da Disney e desenhos animados. Escrevo sobre cinema e Disney há mais de 18 anos e comecei a trabalhar com assessoria de imprensa em 2010. Além de fundador do Cadê o Léo?!, lançado em 13 de julho de 2002, também tenho um podcast chamado Papo Animado e um canal no YouTube.