Publicidade
DreamWorks Animation | Ex-animador da Disney vende dois projetos para estúdio concorrente

Depois de lançar seu primeiro curta-metragem de animação pela Disney Animation Studios, o divertido Trabalho Interno (Inner Workings), o veterano animador brasileiro Leo Matsuda está pronto para mudar de casa.

➜ SIGA-ME:
Instagram | Facebook | Twitter
► Canal no YouTube: INSCREVA-SE

De acordo com o The Hollywood Reporter, o cineasta vendeu dois projetos para a DreamWorks Animation Studios. O primeiro foi a animação Sputnik, baseado no livro infantil Sputnik’s Guide to Life on Earth, e o outro projeto foi uma ideia original chamada de Yokai Samba.

Trabalhando na Disney Animation Studios desde 2008, como aprendiz no departamento de storyboard, o brasileiro Leo Matsuda trabalhou nas animações Zootopia: Essa Cidade É o Bicho e Operação Big Hero e também foi indicado ao prêmio Annie na categoria de ‘Storyboarding em uma Produção de Longa-Metragem’, pela animação Detona Ralph. Recentemente, ele foi indicado ao Oscar e ficou mundialmente conhecido em 2016 quando seu primeiro curta de animação Trabalho Interno (Inner Workings), estreou nos cinemas antes de Moana: Um Mar de Aventuras (Moana) e recebeu uma indicação ao Oscar de melhor curta-metragem de animação.

Leia mais sobre o seu trabalho aqui!

De acordo com informações, Matsuda está trabalhando no roteiro e comandará a direção de Sputnik, longa-metragem de animação baseado no livro de Frank Cottrell-Boyce, e a DreamWorks Animation conseguiu o projeto após uma guerra de lances, com outros pretendentes, incluindo a Paramount Animation e a Skydance Media. A produção do animado deverá ficar nas mãos de Janet Zucker.

Sobre seu segundo projeto com o estúdio, Yokai Samba, o brasileiro também assumirá a direção e o roteiro, que será inspirado em uma história folclórica que Matsuda ouviu em sua juventude sobre crescer e ter influências brasileiras e japonesas.

Abaixo você confere um trechinho de Trabalho Interno (Inner Workings), curta-metragem de animação que rendeu a primeira indicação ao brasileiro no Oscar:

Comentários